Máscaras até dia 22 no mínimo


O Governo aprovou o prolongamento da situação de alerta no âmbito da pandemia covid-19 até ao final do dia 22 de abril. 

Até lá, mantém-se a obrigatoriedade de uso de máscara em espaços fechados e nos transportes públicos.

A decisão foi tomada, esta terça-feira, em reunião de Conselho de Ministros e mantém as medidas atualmente em vigor no âmbito da pandemia.

Para além do uso de máscara nos espaços em que atualmente é exigida, mantém-se também a obrigatoriedade de apresentação de teste negativo para visitas a lares e a pacientes internados em hospitais, com exceção dos visitantes portadores de certificado de recuperação ou de vacinação completa com dose de reforço.

A decisão está em linha com o discurso da diretora-Geral da Saúde. Numa entrevista à Rádio Renascença, divulgada ontem, Graça Freitas admitiu que ainda não chegou o momento de abandonar as máscaras nos espaços fechados.

Apesar de os indicadores estarem a descer, a mortalidade ainda não atingiu o valor que o país se impôs, menos de 20 óbitos por milhão de habitantes a 14 dias, que permitirá aliviar ainda mais as medidas restritivas.

Partilhar