Ciúmes levaram a crime de Felgueiras


Sérgio Cunha, 46 anos, perseguiu Silvia Mendes, de 45 anos, de quem estava separado há dois até até à porta da fábrica na vizinha cidade de Felgueiras e ali ultrapassou o carro da vítima que seguia acompanhada pela irmã impedindo a sua marcha. 


Depois saiu do seu carro de caçadeira em punho e disparou sobre a mulher de 45 anos ainda com esta dentro da viatura ao lado da irmã,  anunciou a CMTV.

Sérgio Cunha puxou depois a vítima para fora do carro e de disparou o segundo tiro contra Sílvia perante o horror e pânico da sua irmã.



Ainda segundo a CMTV, de seguida fugiu para a a empresa onde trabalhava em Lousada e pediu ao patrão para fazer as contas porque ia-se embora. A este momento o patrão já tinha sido informado pelas autoridades do sucedido.  O atirador entregou-se depois no posto da GNR de Lousada onde ficou detido e será presente a tribunal. 

Nos últimos cinco meses foram assassinadas 9 mulheres em Portugal em caso de violência doméstica, a maioria dos crimes motivados por fim de relações. 

15h00 - Um tio de Sérgio Cunha disse que o casal vivia na mesma casa, que era mentira viverem em casas separadas, e que os dois tinham novos companheiros. Acrescentou que o sobrinho era encarregado duma empresa e que era bom rapaz embora não se justificasse o que ele fez o que foi surpresa para todos.

O Tribunal vai adoptar hoje as medidas de coação que devem passar pela prisão preventiva. 


Fotos cmtv



Partilhar