Inaugurado Memorial do Garfeiro e a Rua dos Quatro Irmãos


Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal, acompanhado pela vereadora Sofia Ferreira e pelo vereador Paulo Lopes Silva, marcou presença na sessão.

Decorreu, na manhã de sábado, na freguesia de Sande S. Martinho, a inauguração do Memorial do Garfeiro e da Requalificação da Rua dos 4 Irmãos, numa cerimónia que contou com a presença de Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Miguel Bessa, presidente da Junta de Freguesia de Sande S. Martinho, acompanhados por membros do executivo municipal e de freguesia. Na sessão, foi também entoado, pela primeira vez, o hino da freguesia pela voz de Daniela Carvalho e com Carlos Martins no teclado.

Na sua intervenção, Domingos Bragança destacou a beleza do hino da freguesia que, no seu entendimento, “aborda o essencial de Sande S. Martinho, com toda a sua herança cultural e histórica”. Estas duas inaugurações, a Rua dos Quatro Irmãos e o Memorial do Garfeiro, representam a valorização da identidade e história local e a força do coletivo na projeção do futuro, respetivamente. Para o edil, é a “força que cada um de nós dá à sua visão, ao seu talento e ao seu impacto na comunidade”, que, “quando inserida na força coletiva da comunidade”, se transforma numa “história feita futuro”.

Referindo-se ao Memorial do Garfeiro, o presidente da Câmara considera que este homenageia todos os que contribuíram para a “força coletiva do saber fazer, bem feito”, sublinhando ainda a necessidade de projetar a história industrial no futuro através de novas tecnologias e conhecimentos, perpetuando a cultura local e valorizando a contribuição coletiva para um futuro melhor.

Miguel Bessa, presidente da Junta de Freguesia, relembrou a importante contribuição da indústria da cutelaria, que garantiu o sustento de muitas famílias e se tornou parte integral da cultura local, destacando a importância de continuar a apostar no desenvolvimento da região.

A sessão começou com o descerramento da placa na Rua dos Quatro Irmãos, assim nomeada em homenagem à lenda dos quatro irmãos que, amando a mesma rapariga, se enfrentaram, colocando um termo à sua vida.

Esta rua, que foi requalificada com o apoio do Município de Guimarães, da Direção Regional da Cultura do Norte e da Sociedade Martins Sarmento, é parte integrante do antigo Caminho Real e dos Caminhos de Santiago. Contendo quatro dólmens representativos das sepulturas dos quatro irmãos, é agora possível ver as marcas que a passagem frequente das carroças dos Reis, Rainhas, Templários, comerciantes e viajantes deixaram nas pedras do chão.

A requalificação da rua dos Quatro Irmãos permitiu ainda recuperar a Poça dos Quatro Irmãos, melhorar o fluxo de trânsito e promover as acessibilidades, principalmente para os peregrinos do Caminho de Santiago que por lá passa.

De seguida, foi inaugurado o Memorial do Garfeiro, que contou com a primeira apresentação pública do hino de Sande S. Martinho e com a presença de vários ex-presidentes da Junta de Freguesia. A indústria da Cutelaria, especialmente a que se dedica à produção de garfos, desde muito cedo está presente na vida de várias famílias de Sande São Martinho que dependiam deste ofício para assegurar o sustento das suas famílias. O ofício da cutelaria, parte da cultura da freguesia, tem sido passado de geração em geração, motivando a homenagem.


 

Partilhar