Serzedelo inaugurou melhor acesso ao pórtico da autoestrada e nova centralidade


A requalificação do centro cívico da vila foi o principal objetivo, além de novas condições de acesso à autoestrada que garantem maior segurança.

Foi inaugurada na tarde desta segunda-feira a nova centralidade de Serzedelo, um investimento total de 2.239.638,61€ que integra a requalificação da Rua da Eirinha (EN310), da via de acesso à autoestrada (A7) e da zona envolvente ao cemitério e Capela do Senhor do Calvário. Na sessão de inauguração, estiveram presentes Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal, José João Torrinha, Presidente da Assembleia Municipal, Cristiano Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Serzedelo, e várias outras personalidades.

Na sua intervenção, Domingos Bragança destacou o investimento que tem vindo a ser feito em Serzedelo, começando na “nova centralidade de Serzedelo, num investimento de 2,2 milhões de euros” e passando pela Ponte Romana do Soeiro, um ícone identitário de Serzedelo, e pelo Centro de Saúde que, juntamente com a área envolvente, serão alvo de uma requalificação. “O que fizermos, deveremos fazer bem feito”, defendeu o edil, e esta “é uma obra de grande dimensão e bem conseguida, numa zona onde se situa um monumento nacional ”, que é a igreja de Santa Cristina de Serzedelo, e que “vem dignificar toda a centralidade”, um “espaço identitário das nossas raízes do século XII para as pessoas de Serzedelo e para quem visita Serzedelo”. A localização da Vila de  Serzedelo “é estratégica”, constituindo a beneficiação do acesso à autoestrada, mais a nova rotunda, um acentuar da melhor mobilidade viária e a perceção de maior proximidade à cidade de Guimarães e ao Porto.


Sobre a empreitada


A empreitada agora inaugurada vem requalificar o centro cívico da vila, na área a envolvente da Igreja de Santa Cristina de Serzedelo, edifício religioso classificado como Monumento Nacional, cuja envolvente mais próxima é classificada como Zona Especial de Proteção, e dignificar a envolvente da igreja e cemitério, através da requalificação de passeios, com materiais nobres, como o granito da região.


Foi também implementada uma Zona 30, na área confrontante entre a envolvente da Igreja Stª Cristina e o cemitério, que forçará a redução de velocidade automóvel, priorizando-se a segurança dos peões.

Na zona envolvente ao cemitério foi reperfilado o piso, mantidos alguns lugares de estacionamento automóvel e dignificado o espaço pedonal junto à escadaria da Capela do Senhor do Calvário e sua envolvente. Foi ainda criado um espaço com árvores, de várias espécies, e acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada. A EN310, além de requalificada, beneficiando o acesso à autoestrada, viu ser instalada uma nova rotunda.



Partilhar