VISITE VIZELA

Mulher de Vizela envia fotos das mamas a vigarista

"A PJ de Braga foi alertada para a existência de um

indivíduo que anda a telefonar a mulheres dizendo ser médico e estar a fazer o rastreio do cancro da mama. Pede fotografias das mamas, com e sem sutiã."

NOTICIA DELFIM MACHADO JN

Uma vítima, de 40 anos, a residir em Vizela, caiu no logro e enviou fotos ao vigarista.

Conhecedor da denúncia da vítima, Henrique Machado, coordenador da Unidade de Saúde Familiar Physis, alerta a população para o assunto. "Não há qualquer rastreio feito por telefone nem pode ser solicitada qualquer fotografia do peito aos utentes" disse ao JN.

A USF Physis acabaria por saber do logro pois a utente foi ao centro de saúde relatar o assunto. "A senhora chegou-me aqui num pranto, e com razão, porque lhe pediram para tirar fotografias do peito e depois de verem as fotos mandaram-lhe enviar mais de outros ângulos", conta Henrique Machado.

Após uma hora de conversa e várias fotografias enviadas, a mulher começou a desconfiar e recusou continuar a conversa, justificando que estava a trabalhar e que não podia estar no emprego a tirar fotografias ao seu peito.

Henrique Machado diz que os rastreios anunciados "vão convocar as utentes por carta com o símbolo do Centro de Saúde de Vizela ou da Administração Regional de Saúde do Norte". A mulher e o marido apresentaram queixa na GNR de Vizela e o caso passou para a PJ.

Condenação pelo mesmo crime

Em 2010, um comerciante de 46 anos, de Vila das Aves, foi detido pela PSP do Porto pela mesma vigarice. Três anos depois, Carlos Alberto Ferreira foi condenado a 13 anos de cadeia. Ficou provado que o homem, pai de quatro filhas, telefonou a cerca de 60 mulheres de todo o país avisando-as de que poderiam ter cancro e pedia-lhes fotos das mamas.