VISITE VIZELA

Alfa Pendular recebido com aplausos em Guimarães

Tempo de viagem entre a capital histórica e a capital administrativa do país passa a ser inferior a quatro horas. Rui Lima foi o maquinista que realizou a primeira viagem.


A CP alargou o serviço Alfa Pendular à Linha de Guimarães, iniciando este domingo, 01 de maio, a ligação “Lisboa-Guimarães-Lisboa”, com saídas diárias às 08 horas de Santa Apolónia e chegada à Cidade-Berço às 11h53. À tarde, a composição regressa às 16h55 e chega a Lisboa às 20h40. Os bilhetes custam 46,50 euros em classe conforto e 32,80 euros em classe turística. Se forem adquiridos uma semana antes, podem ficar por 28 euros (conforto) e 20 euros (turística).


No seguimento do aumento de passageiros que se tem vindo a registar, em especial nos comboios de Longo Curso, a CP - Comboios de Portugal programou paragens na Trofa e em Santo Tirso. Desta forma, aos dois Intercidades que já faziam a ligação diária entre Guimarães e Lisboa (um por sentido), juntam-se mais dois comboios Alfa Pendular (igualmente um por sentido) num total de 4 ligações diárias entre a Cidade-Berço e Lisboa.



Os três concelhos referidos passam a ter uma oferta de longo curso mais equilibrada e ajustada às necessidades de mobilidade das populações, aumentando a atratividade do comboio. Os autarcas dos concelhos abrangidos salientam esta medida como um marco importante em termos da mobilidade da região.



O Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, realça ainda a importância ambiental, para quem «Guimarães é a cidade Património Mundial de maior simbolismo do país e este meio de transporte, amigo do ambiente, insere-se na filosofia que os vimaranenses já abraçaram no caminho sustentável que estamos a percorrer da Capital Verde Europeia. Este é um momento importante e marcante da preferência que damos à mobilidade ferroviária e elétrica para o nosso futuro», disse, defendendo uma melhoria futura em relação aos horários deste serviço.



Valia turística, social e cultural
Para o Presidente do Município de Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, este novo serviço da CP «revela-se de extrema importância em vários aspetos. Em primeiro lugar, para a mobilidade da população da região do Vale do Ave. Em segundo lugar, para a economia local, dado que beneficia o tecido empresarial sedeado em Santo Tirso e nos concelhos limítrofes, permitindo uma nova alternativa nas deslocações de negócios».



A importância da mobilidade na região é reafirmada pelo Presidente da Câmara Municipal da Trofa, Sérgio Humberto, para quem «este reforço possibilita um maior fluxo de passageiros, complementando igualmente a rede de transportes da região, numa ótica de promoção de uma mobilidade mais sustentável».



Com esta decisão, a CP vai ao encontro das necessidades de mobilidade que têm vindo a aumentar significativamente entre aqueles importantes centros populacionais. A região agora abrangida pelos Alfa Pendular tem uma forte dinâmica económica, social e cultural que vai certamente valorizar este aumento da oferta da CP.



Para o Presidente da CP, Manuel Queiró, «esta decisão surge como consequência lógica do significativo aumento de procura que os comboios de longo curso têm vindo a registar, fruto de uma estratégia de marketing agressiva e virada para o aumento dos passageiros e das receitas. Esta é uma oportunidade para a empresa reforçar o seu papel de maior transportadora nacional, indo competir diretamente com o autocarro, com o automóvel e até com o avião».