FELIZ NATAL

Cruz europeia no arciprestado Vizela-Guimarães

A Cruz da Evangelização – entregue pelo Papa São João Paulo II ao continente europeu – encontra-se a caminho de Cracóvia e estará na Arquidiocese de Braga de 30 de Maio a 5 de Junho.


A iniciativa acontece no âmbito da preparação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2016 que vai decorrer entre 25 e 31 de Julho de 2016, em Cracóvia, na Polónia, estando a Cruz a percorrer as 20 dioceses portuguesas. Para as JMJ, o Papa Francisco propôs o tema “Felizes os misericordiosos, porque encontrarão misericórdia”.

O Projecto Itinerário da Cruz da Evangelização é uma oportunidade para os jovens portugueses, de um modo criativo e arrojado, expressarem hoje a sua ligação a este movimento evangelizador centrado no essencial da vida cristã.
Em Braga, a Cruz, vinda da Diocese de Viana do Castelo, será acolhida dia 30 de Maio por Barcelos, 31 por Braga, 01 de Junho por Guimarães, dia 02 por Famalicão, 03 por Balasar, 04 por Vila de Conde, dia 05 por Cabeceiras de Basto e, por fim, no dia 06 de Junho, por Celorico de Basto.

A iniciativa pretende que os jovens portugueses façam um caminho de oração e reflexão rumo à Jornada Mundial da Juventude de 2016.

o Arciprestado Guimarães e vizela recebe com alegria esta cruz da evangelização, a paróquia que vai acolher esta cruz é Moreira de cónegos, onde se vai realizar, na igreja, uma oração no dia 1 de Junho ás 21 horas.

Pois a vinda da cruz a esta zona Pastoral tem uma forte razão porque tem mais de 20 jovens que vão participar nas Jornadas mundiais da juventude, grupo de Moreira, de Conde, Nespereira e Lordelo.
NELSON LEITE

A história da Cruz da Evangelização

Foi nas primeiras Jornadas Mundiais da Juventude fora do continente Europeu, em Buenos Aires, na Argentina, em 1987, que o Papa João Paulo II entregou cinco Cruzes da Evangelização aos jovens para serem levadas para cada continente. “Envio-vos! Jovens, evangelizai os jovens com esta cruz da evangelização”, disse João Paulo II, na ocasião.

O papa Francisco já sublinhou a importância desta iniciativa coincidir com o Ano da Misericórdia.

Esta é a terceira vez que as JMJ coincidem com a realização de um Ano Santo por parte da Igreja Católica. A primeira “aconteceu durante o Ano Santo da Redenção (1983/1984) ”, data em que “São João Paulo II convocou pela primeira vez os jovens de todo o mundo” para as jornadas. A segunda no “Grande Jubileu do ano 2000”, quando mais de dois milhões de jovens de cerca 165 países estiveram em Roma para a 15.ª Jornada Mundial da Juventude.