FELIZ NATAL

Casal de Infias Vizela morre num poço

Um casal natural de Serzedelo e residente em Infias (Custódio e Lurdes Macedo pais do capitão de equipa do CCR DE INFIAS) caiu esta tarde a um poço em Serzedelo e faleceu na sequência dos ferimentos registados.

Paulo Roberto capitão de equipa do CCR perdeu os pais.

O acidente aconteceu esta tarde, perto das 17 horas, na Rua Nova do Agrelo. De acordo com o que foi possível apurar, a cobertura do poço cedeu provocando a queda de homem e mulher, com idades compreendidas entre os 45 e 50 anos. Segundo foi possível saber, o casal estava de visita a casa de amigos e encontrava-se sentado em cima da pedra que tapava o poço antigo quando se deu o acidente.

Os Bombeiros Voluntários de Guimarães estiveram no local com uma ambulâncias e três elementos, além da equipa de resgate, que retirou os corpos do poço às 17h.50, altura em que foi confirmado o óbito do homem e da mulher pela equipa médica que esteve no local.

O fatal acidente mobilizou para o local a equipa da VMER de Guimarães, bem como a Ambulância de Emergência Médica. A GNR esteve no local a tomar conta da ocorrência.
O casal falecido tinham um filho jogador na equipa de futebol CCR de Infias.
.......
Notícia JN

Um casal não resistiu aos ferimentos provocados por uma queda de 15 metros, este sábado à tarde, em Serzedelo, Guimarães.

Custódio Macedo, de 52 anos, e a mulher Lurdes, de 51, tinham ido à rua do Agrelo a casa de uma sobrinha. Estavam em cima da tampa do poço quando o cimento cedeu e caíram os dois.

Os sobrinhos e vizinhos ainda tentaram ajudar, lançando-lhes uma mangueira, mas o casal não se mexeu mais após a queda. Viriam a ser declarados mortos.

Custódio e Lurdes residiam em Infias, Vizela, e deixam um filho único, Paulo Roberto, capitão da equipa de futebol local. Ao saber da morte dos pais, o jovem desmaiou e teve de ser transportado para o Hospital de Guimarães pelos Bombeiros de Riba de Ave. O casal proprietário da casa, sobrinhos das vítimas, também teve ser assistido no hospital devido ao choque.

As vítimas, desempregadas, estavam a escolher coelhos que lhes iam ser oferecidos pelos sobrinhos.

Foram estes que chamaram os Bombeiros de Guimarães. "O nosso trabalho foi o resgate, por parte da equipa de grande ângulo, mas já sem vida", disse ao JN Bento Marques, comandante dos Bombeiros.

Bento Marques adianta que os corpos foram encontrados "com múltiplas fraturas" e que, apesar de o poço ter cerca de um metro de água, também "tinha uma altura bastante elevada".
No local também esteve a GNR.
--------------------------
Delfim Machado