VISITE VIZELA

Guilherme Vieira faz hoje 42 anos de músico

É o instrumentista mais antigo em atividade da banda da Sociedade Filarmónica Vizela. Seguiu as pisadas do pai, maestro Costa Vieira, e tem um filho (Eduardo) na mesma banda a tocar ao seu lado.
Filho e pai na mesma banda.

Guilherme Vieira, entrou para a banda em 1975, a poucos meses de fazer 16 anos, por influência do seu pai o maestro António da Costa Vieira já falecido.
A sua estreia foi precisamente na procissão de Ramos, em S. João das Caldas cerimónia que saiu esta manhã nas solenidades daquela paróquia de Vizela.
Guilherme Vieira ladeado pelo maestro José Manuel Marques Guerra e seu filho.

O gosto pela música nunca mais o largou. Recorda-se que no dia de Páscoa seguinte fez sua estreia a tocar em Fareja no acompanhamento dos compassos pascais: «O dinheiro que recebi nessa semana deu para pagar um arroz de ervilhas em fareja aos meus colegas numa taberna pois por ali não havia restaurantes».
Guilherme Vieira acompanhado pelo maestro José Manuel Guerra, pelo seu filho
e por Manuel Marques, ex-dirigente da Sociedade Filarmónica Vizelense
O músico vizelense sente orgulho em que o seu filho lhe siga os passos como instrumentista da banda de Vizela «pois já são três gerações ininterruptas ligadas à banda da Sociedade Filarmónica Vizelense».
Guilherme Vieira pensa em continuar «ser músico é das coisas mais belas da minha vida e enquanto tiver saúde e o maestro José Manuel marques entender que sou útil terei muito gosto em continuar por cá...mais 42 anos».