VISITE VIZELA

Victor Hugo regressa hoje como Presidente à casa de onde foi afastado há 18 meses atrás

Novo Presidente reúne ao início da tarde no edifício da Câmara Municipal com cerca de 300 funcionários da Autarquia vizelense na sua primeira reunião como Presidente depois de ter tomado posse no sábado. Há 18 meses, era exonerado pelo presidente Dinis Costa de vice-presidente e de vereador com pelouros.

Para quem viu o filme Ben-Hur, há aqui ligeiras semelhanças. Nessa fita cinematográfica, Messala, que pretende ser centurião-mor, condena Judá às galés, expulsa-o da Judeia, mas este regressa a Roma pela porta grande como herói.
Victor Hugo foi "expulso", em maio de 2016 da Câmara e de imediato montou o seu "exército" (Movimento Vizela Sempre) que lhe garantiu a vitória eleitoral a 1 de outubro.
Diz ter passado dias amargos com a exclusão, mas que regressa feliz pela vitória «sem pensar em vinganças» e disposto a trabalhar pelo concelho de Vizela e pelos vizelenses.
Todavia, por inerência, a sua vitória eleitoral originou o afastamento de quem o afastou e outros que para tal contribuíram.
A tal roda da vida?!
A exoneração ocorreu depois de Victor Hugo Salgado ter disputado eleições internas no PS contra Dinis Costa.
O vereador e vice-Presidente da Câmara soube por email que tinha sido exonerado ficando sem pelouros, sem a vice-presidência e sem salário.


VEREADORES PRESENTES
Os chineses usam um provérbio popular que diz: «Não desdenhes a serpente por não ter chifres pois quem sabe ela não se tornará num dragão"
Hoje, para Victor Hugo Salgado (um dos mais jovens presidentes de Câmara do País com 40 anos) é o primeiro dia na cadeira presidencial da Câmara Municipal, autarquia de onde foi «empurrado» em maio de 2016.
Os vereadores com pelouros Joaquim Meireles, Agostinha Freitas e Jorge Pedrosa também deverão estar presentes na apresentação aos funcionários municipais.
Começa uma nova era. Que seja profícua para todos os vizelenses e se enterrem de vez machados de guerra que todas as campanhas eleitorais levantam.