S. BENTO PADROEIRO DE VIZELA...11 de JULHO. SEJA BEM VINDO

CTT CONTRATAM CARTEIROS

Os CTT estão a recrutar colaboradores/as para substituição de férias, principalmente para a distribuição de Correio. As contratações serão realizadas entre maio e novembro e as candidaturas podem ser enviadas durante todo o ano através do site dos CTT, em http://www.ctt.pt/ctt-e-investidores/a-empresa/recrutamento.html#panel1-3.


Para se candidatarem à Bolsa de Carteiros/as, os/as interessados devem ter no mínimo 18 anos, o 9º ano de escolaridade, carta de condução e, preferencialmente, conduzir motociclos. Os CTT procuram pessoas que gostem de uma função não rotineira, de contactar clientes, tenham apetência por trabalhar no exterior e em equipa. Este processo visa colmatar necessidades em todo o território nacional.

A duração dos contratos poderá variar entre os 3 e 7 meses, sendo que as contratações irão decorrer em todos os Centros de Distribuição. Os/as contratados/as irão desempenhar funções nas áreas de Distribuição, Centros de Produção e Logística e para as Empresas subsidiárias.

A abertura deste processo de contratações insere-se no compromisso dos CTT com a consistência da qualidade de serviço ao longo de todo o ano.

Sobre os CTT:

Os CTT – Correios de Portugal são o operador postal universal em Portugal, operando também em Espanha e em Moçambique. Desenvolvem atividades de correio (incluindo o Serviço Postal Universal), de expresso e encomendas e de serviços financeiros, e são os únicos acionistas do Banco CTT, um banco com uma oferta simples, mas completa de serviços bancários para particulares. Com raízes no ano de 1520, os CTT têm o exclusivo da emissão de selos com a menção Portugal e plataformas únicas de distribuição e atendimento ao cliente, com proximidade e conhecimento profundo da população e de todo o território.

Os CTT empregavam, em dezembro de 2017, 12.163 pessoas, das quais 11.715 em Portugal, país onde opera uma rede de 2369 pontos de acesso a que se juntam 4394 agentes Payshop. Em 2017 os CTT obtiveram rendimentos operacionais de 697,9 M€, um EBITDA recorrente de 89,9 M€ e um resultado líquido de 27,3 M€. Nesse mesmo ano, os CTT transportaram 736,6 milhões de objetos de correio endereçado, a que se juntaram 492,1 milhões em correio não endereçado e 33,2 milhões de correio expresso e encomendas (17,7 milhões em Portugal e 15,5 milhões em Espanha).