VISITE VIZELA, Santuário de S. Bento das Peras; Balneários Termais; Parque; Rio; Montanha; Património; História...

Comunicado do Grupo Jovens de Infias

"O grupo de jovens de Infias, tem feito ao longo dos anos um trabalho de enorme importância seja a nível religioso, cultural e social."



Este grupo sempre teve uma forte ligação em colaborar em ações a nível solidário, mas nos últimos quatro anos esse trabalho tem sido reforçado, principalmente com dois grandes projetos, a abertura da loja social e a criação de uma associação Juvenil.

Por de trás daquelas portas existe muito trabalho invisível, porque nem todos os casos que ajudamos são divulgados, pois respeitamos a privacidade das pessoas.

Não temos números exatos dos casos que ajudamos, porque para nós não importa os números, mas sim quem precisa fazendo o possível para contribuir para o combate à pobreza e à exclusão social.
Por isso, hoje, é para nós importante falar resumidamente de todas as diversas ações que temos realizado.

- Temos colaborado com escolas que nos fazem chegar de casos de crianças a precisar do nosso apoio.
- Temos ajudado diversas famílias que por diversos motivos da nossa sociedade precisam do nosso apoio. Divórcios, falta de emprego, gravidez indesejada, são alguns dos casos de famílias que precisam recomeçar a vida e nós com donativos da loja social, contribuímos.

- Contribuímos com donativos para refugiados que chegaram no ano passado a Braga e Guimarães.
- Contribuímos todos os anos e por diversas vezes com donativos para os sem-abrigo.

- Contribuímos no ano passado, com donativos para as vítimas dos incêndios, de Castelo de Paiva e Vouzela no qual levamos deste local um camião de donativos.
- Contribuímos através de amigos missionários com donativos para crianças de Moçambique e Cabo Verde.
- Colaboramos todos os anos fazendo voluntariado nas campanhas do Banco Alimentar.

- Organizamos eventos solidários para ajudar o Super T e a menina Carlota, que está hoje aqui presente após ter ido já por duas vezes à Tailândia.
- Com a recolha de Tampinhas e embalagens, ajudamos 6 casos de crianças e jovens que precisavam de material ortopédico, incluindo o caso da Angela Pereira.
- Fizemos parceria com empresa de reciclagem Ambisousa, para onde levamos as tampinhas e embalagens.

- Fizemos parceria com a empresa Sarah Trading que já levou daqui de Infias, mais de 8 toneladas de roupa e calçado, para distribuir por diversas instituições como Cruz Vermelha e Unicef, mas também para reciclagem.

- Além deste trabalho solidário, temos as nossas atividades e compromissos religiosos, tanto aqui na nossa paróquia como em encontro e união com outros grupos de jovens, e é aí, nesses encontros com Deus e com outros jovens, que vamos buscar as forças e inspiração para continuar nossa caminhada.
Também sem esquecer o trabalho cultural que temos desenvolvido, especialmente na nossa comunidade de Infias com diversas iniciativas culturais, como este concerto realizado hoje.

Também pensamos no bem-estar e exercício físico e por isso todas as quartas temos aulas de Pilates e às quintas aulas de zumba.

Todos estes exemplos referidos, são feitos com muito trabalho e dedicação, pois todas as sextas reunimos naquela sala e todos os sábados à tarde e domingos de manhã estamos na loja social. Podíamos estar no conforto da nossa casa, num bar, numa discoteca a divertirmo-nos, mas Deus chamou-nos para esta missão e por isso cá estamos sempre prontos para trabalhar. Não fazemos mais porque todos nós temos os nossos empregos, escolas, universidades e muitas vezes é difícil conjugar tudo isso.

E agora falando de um modo mais pessoal, faço parte deste grupo há mais de 20 anos, grande parte destes anos tenho sido também o coordenador da Pastoral de Jovens de Vizela. São muitos anos a trabalhar com jovens, com momentos altos e baixos. Foram muitos os jovens que trabalharam comigo aos quais agradeço incluindo todos os antigos elementos deste Grupo.

Mas jamais esqueço estes jovens que tenho agora comigo, porque temos vivido um ano muito complicado, um ano cheio de emoções, umas positivas e outras negativas e todos juntos temos superado porque somos como uma família. São eles que me apoiam, são eles que me ajudam nesta onda solidária, são eles o meu suporte, pois somos mais do que um grupo de jovens e amigos, somos a família GJI.

Por fim, pedimos desculpa por falhas cometidas ou por não termos sido compreendidos da melhor forma, pelas nossas ações, mas errar é humano e estamos aqui para melhorar, aceitamos e respeitamos a opinião de todos, mas não é com criticas destruidoras, com ofensas e até ameaças que vamos melhorar, mas sim com criticas construtivas, com sugestões, com conselhos e com a vossa amizade que estaremos sempre abertos a ouvir para melhorar cada vez mais o nosso trabalho.

Não queremos com isto criticar ninguém, nem sequer protagonismo, não ganhamos ódio nem rancor, apenas queremos respeito por todo o nosso trabalho que temos realizado ao longo dos anos.

Para terminar, queremos frisar algo que o Papa Francisco disse “Podes ir à missa todos os domingos, mas se não tens coração solidário, então a tua Fé está doente ou então está morta.”

A nossa Fé está viva e bem viva e juntos vamos continuar esta caminhada na construção de uma igreja e um mundo melhor.
Bem-haja a todos.
NELSON LEITE