MENDONÇA PINTO


Foi das maiores referências do Comando dos Bombeiros Voluntários de Vizela onde recebeu as maiores distinções. 

Assumiu o Comando do Corpo Ativo dos Voluntários de Vizela em 1958. Entrou para Bombeiro em 1947.

Presidiu à Junta de Turismo de Vizela e foi vereador de Vizela na Câmara Municipal de Guimarães. 

Foi Presidente da Comissão de Festas de Vizela no retomar das festividades em 1972.

Em 1973 a corporação vizelense festeja 96 anos de fundação juntamente com as Bodas de Prata (25 anos de bombeiro) de carreira de António Montenegro de Mendonça Pinto.

Mendonça Pinto foi condecorado pela Liga dos Bombeiros Portugueses com a Medalha de Prata Duas Estrelas de Serviços Distintos.


Foi condecorado pela Direcção da Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vizela com a Medalha de Prata Dez Anos de Bons Serviços.

Foi condecorado pela Direcção com a Medalha de Prata 20 Anos de Bons Serviços.

Em 1977, com grande pompa, os Bombeiros de Vizela celebram o seu Centenário. José Luís de Almeida era o Presidente e Mendonça Pinto o Comandante de um elogioso Corpo Ativo.

Nos anos 1980, demitiu-se do cargo de comandante dos Bombeiros de Vizela prosseguindo o seu mandato de vereador na Câmara Municipal de Guimarães. 

Antes de falecer marcou presença em algumas festas de aniversário da Real Associação a convite da Direcção. 


Dados da Real Associação 

António Montenegro de Mendonça Pinto

Nasceu a 11 de setembro de 1924, na freguesia de Bonfim, concelho do Porto, distrito do Porto. Veio viver para Vizela após casamento com uma vizelense e tinha como profissão agente comercial. Mais tarde fez parte dos trabalhadores da Câmara Municipal de Guimarães.

Cumpriu serviço militar na Unidade de Regimento de Cavalaria nº 6, companhia Esquadrão de M. E., nº 596/17, tendo a Graduação Furriel-Miliciano.

Situação no corpo de Bombeiros e alguns louvores e condecorações

A 20 de setembro de 1947 foi incorporado nesta corporação como Adjunto do Comando, permanecendo neste posto durante 10 anos. 

Foi louvado a 16 de junho de 1949 pelo Comandante na altura com publicação em Ordem de Serviço nº 14/1949, pelo zelo e dedicação que durante o tempo em que comandou internamente a corporação como adjunto de comando.

A 14 de maio de 1950, durante o aniversário, foi condecorado com a medalha de Ouro “Gratidão” e pela Liga dos Bombeiros Portugueses com medalha de Prata de duas estrelas de “serviços distintos”. Mais tarde, a 20 de julho recebeu o louvor da direcção, pelo zelo e consideração e verdadeiro amor demonstrado à causa dos Bombeiros nos trabalhos realizados durante as festas de S. João.

Assumiu internamente o Comando da Corporação a 14 de dezembro de 1957, conforme ordem de serviço nº 20 desta Real Associação durante 3 meses. A 23 de Março de 1958 por proposta da Direção foi promovido ao posto de (1º) Comandante com a aprovação do Inspetor de Incêndios da Zona Norte.

O seu primeiro incêndio como comandante desta corporação aconteceu a 27 de fevereiro de 1958.

Em 8 de maio de 1958 foi condecorado com a medalha de Prata de 10 anos de bons e efetivos serviços. Condecorado com a medalha de 20 anos a 8 de maio de 1968 e a medalha de 30 anos a 10 de maio de 1978.

A maior distinção atribuída a Bombeiros, o Crachá de Ouro, recebeu a 8 de maio de 1980 pela Liga dos Bombeiros Portugueses.






Partilhar