JOAQUIM MENDES CALDAS (Maestro)




Segundo investigação de Armindo Videira, esta foto da Philarmónica Vizellense, de 1904, apresenta a banda de Joaquim Mendes Caldas, conhecida também por "Banda dos Mendes" junto à Ponte de Pau (hoje rotunda dos Bombeiros). Joaquim Mendes poderá ser o maestro de batuta na mão. O Major Alves Lourenço, mais tarde maestro da banda da GNR, tocou nesta banda
Joaquim Mendes Caldas foi compositor, maestro e proprietário da banda Philarmónica Vizellense, em Vizela. Mais tarde foi maestro da banda de Freamunde onde desenvolveu reconhecido trabalho depois de ter passado pela banda de Paços de Ferreira.
Compôs a marcha para a inauguração da Rua Dr. Bráulio Caldas (padrinho do seu filho Bráulio).
Quando faleceu ainda era maestro banda de Freamunde.
Certidão de óbito.
O seu filho Bráulio Mendes Caldas foi sargento músico na Marinha Portuguesa (1923-1924) onde compôs a Marcha da União Portuguesa que pode ouvir aqui.


Joaquim Mendes Caldas, em 1906 foi preso por causa de disputas entre as bandas tendo agredido um rival. Em 1908 foi novamente preso... pelos mesmos motivos ou similares no tempo quente das bandas de música.

Foi aluno da disciplina de música de Eduardo Branco Álvares primeiro maestro da Filarmónica em 1882 e assumiu a regência logo após a saída do maestro.

Para além de cocheiro foi ajudante do Posto de Registo Civil de Vizela e tinha um talho na rua Dr. Abílio. Há documentos de ter comprado um coche a 16 de Janeiro de 1895 a Miguel Luiz d ́Almeida e outra documentação que prova ter sido muito rico.
Faleceu em 3 de agosto de 1927 com 66 anos. Foi sepultado no cemitério de S. Miguel das Caldas Vizela em jazigo (o segundo na entrada à esquerda).






JOAQUIM MENDES CALDAS, exerceu as funções de ajudante do Posto de Registo Civil de Vizela, situado no Mourisco-Cobrito.
O registo que se publica a seguir foi lavrado por si e é do casamento de Manuel Alves da Fonseca e Castro (com Maria Helena de Freitas Bravo), que viria a ser presidente da Junta de Turismo de Vizela e Provedor da Santa Casa Misericórdia de Vizela deixando importante obra em Vizela.



Filhos de Joaquim Mendes Caldas e Maria da Conceição Pereira da Silva.


1º filho: Germano, nasceu em S. Miguel no dia 19-11-1880.
2º filha: Felismina, nasceu em S. Miguel no dia 24-06-1882.
3º filha: Maria, nasceu em S. Miguel no dia 18-12-1884. (casou com João Inácio Portas)
4º filho: Bráulio, nasceu em S. Miguel no dia 29-09-1886. Casou com Camilla das Dores Pereira Mesquita Mendes Caldas. Tiveram um filho chamado Bráulio Albano Mesquita Mendes Caldas, nascido em S. Miguel das Caldas a 20 de agosto de 1912. Braúlio Caldas emigrou para o Brasil onde faleceu mais tarde.
5º filho: Álvaro, nasceu em S. Miguel no dia 21-03-1888.
6º filho: Gustavo, nasceu em S. Miguel no dia 09-01-1890.
7º filho: Iria, nasceu em S. Miguel no dia 01-12-1891. Mudou o nome (oficialmente) para Lia em 18-11-1900.
8º filho: António: nasceu em S. Miguel no dia 02-10-1893.
9º filho: Luís, nasceu em S. Miguel no dia 01-03-1897. Faleceu a 08-05-1897.
Curioso o facto de o filho Bráulio ser padrinho de batismo de uma criança no dia 10 de novembro de 1901, e ter como profissão, músico, com apenas 15 anos.


Descendência em Vizela de:
Joaquim Mendes Caldas 

1ª geração
Gustavo Mendes Caldas (filho)

2ª geração
Maria da Conceição Mendes Caldas (neta) ***
António Mendes Caldas (neto)
Joaquim Pereira Mendes (neto)
Zulmira Mendes Caldas (neta)

3ª geração
Manuel Mendes Marques (bisneto) *** ////
José Ilídio Mendes Marques (bisneto) *** //
Maria Cândida Mendes Marques (bisneta) *** /
Maria de Lurdes Mendes Marques (bisneta) *** ///
Ana Maria Mendes Marques (bisneta) ***

4ª geração
Cristina Maria Mendes Marques (tetraneta) /
Vítor Manuel Oliveira Marques (tetraneto) //
Cláudia Oliveira Marques (tetraneta) //
Lídia Susana Mendes Oliveira (tetraneta)* ///
Elisabete Mendes Oliveira (tetraneta) ** ///
Catarina Peixoto Marques (tetraneta) ////

5ª geração
Lara Mendes (pentaneta) *
Alba Mendes (pentaneta) **
Lourenço Mendes (pentaneto) **

Joaquim Mendes Caldas era irmão de João Mendes Caldas e de António Mendes Caldas (N.3-10-1854).
Era tio de Manuel Mendes Caldas (N.15-9-1830. F.30-3-1898 ) com jazigo no cemitério de S. Miguel das Caldas, dos primeiros após a abertura deste cemitério de Vizela. Manuel Mendes Caldas partiu para o Rio de Janeiro em 1898.

EV 1905


~~~~ Pesquisa de António Teixeira da Cunha ---------

Partilhar