Padre Constantino Matos de Sá

A 28 de novembro de 1945 nasce em Lousado, Vila Nova de Famalicão, Constantino Matos de Sá, filho de Maria de Matos e de Manuel Gonçalves de Sá, sendo o mais velho de cinco irmãos.



Frequenta a Escola industrial de Famalicão até ao 6º ano e a partir daí ingressa no Seminário de Nossa Senhora da Conceição, em Braga, seguindo para o Seminário Conciliar, onde termina os estudos.

É Ordenado Pároco a 12/julho/1970, e celebra a sua primeira missa no dia 26/julho/1970 na sua terra natal.
Na inauguração desta Nova Igreja da Paróquia de S. Miguel das Caldas, a 03/maio/1970, Constantino Matos de Sá integra o grupo coral do seminário que, nessa data, veio abrilhantar a cerimónia.

Coincidência ou não, é também o escolhido para transportar as relíquias para o altar.
Após a sua Ordenação, e também pela debilidade do Monsenhor José de Sousa Monteiro, então pároco desta freguesia, é escolhido e enviado para ajudar nesta freguesia, o seu Pároco, o que aconteceu no mês de setembro desse mesmo ano de 1970.

Circunstâncias do destino, com o falecimento do Monsenhor José de Sousa Monteiro, a 03/set/1979, o jovem Pároco Constantino Matos de Sá é convidado a assumir a condução da Paróquia de S. Miguel das Caldas.
Pároco jovem, pela sua dedicação e empenho, cedo mostrou ser um homem cheio de vontade de trabalhar, fortemente dinâmico e com ideias para renovar a vida da Paróquia.
O seu dinamismo, perseverança e dedicação, cedo também cativou os paroquianos a acreditarem na Palavra, na Vida e no Compromisso com a Comunidade, motivando o surgimento dos Grupos da Pastoral, criando várias frentes e movimentos orientados para a Vida Cristã e ajuda ao Próximo.

Sempre apoiou e acreditou nos Jovens, apostando na sua formação Cristã, como elementos que pudessem ser os futuros mentores e ajudantes de uma nova fonte de Esperança e de Vida. Cria também o Grupo musical para dinamizar e alegrar as eucaristias, também como fonte de atração de novos fiéis.

Nos seus primeiros anos de vida na Paróquia de S. Miguel das Caldas, paralelamente, e durante 8 anos, foi professor de religião e moral na, então, Escola Preparatória Dr. Pereira Caldas, de Caldas de Vizela.
Dos vários grupos e movimentos criados, referem-se: Cruzados de Fátima, Apostolado de Oração, Pastoral Familiar, Focolares, Equipas de Nossa Senhora, Centro Social, Conferência Vicentina, Movimento Esperança Vida, Zeladores, Luzeiros de Fátima, Arautos, Grupos Corais, Ministros de Comunhão, Confrarias diversas e Fábrica da Igreja (atual Conselho Económico).

Entre as suas muitas atividades, é assistente do agrupamento 279 dos Escuteiros, é o Capelão da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, é o Capelão dos Bombeiros Voluntários de Vizela é o capelão do Centro de Saúde de Vizela, esteve na origem da Confraria do São Bento das Pêras, esteve na origem da criação da cooperativa da Rádio Vizela onde detém um programa próprio, esteve na fundação da Associação dos Dadores Benévolos de Sangue, faz parte dos Rotários de Vizela, … ou seja, alguém que criou fortes raízes e se integrou totalmente na sociedade e vida Vizelense, sendo uma pessoa muito reconhecida e estimada.
Forte impulsionador da zona pastoral Guimarães/Vizela, esteve já representado como o seu Arcipreste.

Amigo de todos, sempre pronto a ajudar o seu próximo, transmissor de conhecimento e de experiências, sempre foi muito preterido na formação de diversos Diáconos ao longo da sua vida, pelo seu também respeito que conquistou na Diocese e por onde passa, pela sua fé, vocação w serviço ao outro, incondicional.

Sempre muito empenhado e empurrando a vida e o desejo, foi o grande mentor que esteve na base da criação do grande património que a Paróquia atualmente possui: A grande remodelação do interior da Igreja Nova (2005 a 2007), a construção do Centro Pastoral Paroquial, a construção da Nova Residência Paroquial, a construção das Capelas Mortuárias, a remodelação e restauro da Igreja Matriz (Igreja Velha), a criação e a construção do Centro Social e Creche,… e muitas outras benfeitorias. Nunca esteve só, e sempre com a ajuda de toda a comunidade, de benfeitores, da Camara Municipal de Vizela, da Junta de Freguesia de São Miguel, todos os seus amigos que sempre acreditaram e ajudaram a tornar realidade todos os seus grandes objetivos.
Hoje, dia 12/julho/2020, precisamente o dia dos 50 anos de Ordenação de Pároco, Constantino Matos de Sá, celebra a sua Eucaristia das suas Bodas de Ouro, para aquela que foi, é, e se espera sempre seja, a sua família, a sua grande família, o seu rebanho que ajudou a criar e a crescer, e que, com grande estima, admiração e gratidão, estamos aqui para partilhar.

A Paróquia, em sinal de Homenagem e Reconhecimento, quer perdurar este dia junto de nós, e nesta mesma Igreja que acompanhou o Sr. Padre Constantino Matos de Sá, pelo que convido o Sr. Padre Constantino, o Conselho Económico, e o Presidente da Câmara Municipal de Vizela, Dr. Vitor Hugo Salgado e o Sr. Presidente da Junta de Freguesia de S. Miguel das Caldas, Sr. Mário José Oliveira, a deslocarem-se ao guarda-vento para partilharem este momento.

Texto lido no jubileu sacerdotal, a 12 de julho de 2020, por Francisco Azevedo.

Partilhar