Príncipe Filipe de Edimburgo esteve perto de Tagilde...mas não foi lá

Marido da Rainha Isabel II de Inglaterra (à direita da Monarca na foto) veio a Portugal em 1973 para a evocação dos seis séculos do Tratado de Tagilde, todavia Filipe da Edimburgo ficou-se por Guimarães apenas e não pôs os pés em Tagilde (freguesia outrora do concelho de Guimarães e a partir de 1998 do município de Vizela). O tempo de viagem entre Guimarães e o local do Tratado era pouco mais de 15 minutos, mas o programa não contemplou essa visita. A mesma coisa que ir a Roma e não ver o Papa. Talvez em 2022, quando iniciarem as comemorações dos 650 anos do Tratado, os factos sejam diferentes.


O príncipe esteve em Guimarães duas horas e meia conforme relatou o Comércio de Guimarães  na sua edição de 16 de junho de 1973, finalizando a crónica: «Pena somente que, Tagilde terra da Aliança, ficasse esquecida (na visita) no seu ruralismo brilhante e perfumado».

O almoço, oferecido pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros português, decorreu no Paços dos Duques de Bragança em Guimarães .

Relata o mesmo semanário que o príncipe Philip foi acolhido em apoteose na cidade berço e acrescenta: "Tagilde e Guimarães iluminavam-se na história. Só restava a pena de Tagilde ser «riscada» dum trajeto necessário à demanda de um príncipe. Culpa Imperdoável. Erro tremendo dos homens. Nunca mais se esquece».



650 ANOS EM GRANDE

O Presidente de Tagilde achou curiosa esta passagem do Príncipe Filipe por Guimarães a propósito dos seis séculos do Tratado e o facto do marido de Isabel II e não ter marcado presença na sua freguesia tendo sido ali assinada a Aliança entre os dois países.

António Ferreira, que em 1973 tinha apenas seis anos, tem a certeza que hoje em dia "com a diplomacia existente" tal não acontecia e o representante do Reino estaria em Tagilde. O autarca acrescentou que está em marcha um programa para celebrar em 2022 em Portugal e em 2023 na Inglaterra o Tratado de Tagilde e conta que nessa altura a freguesia onde nasceu S- Gonçalo poderá receber uma membro da realeza inglesa.

O autarca acrescenta que há em Inglaterra uma pessoa próxima da Família Real a elaborar um programa.

Entretanto a Câmara e a Junta de Freguesia de Tagilde lançaram réplicas do monumento do Tratado  para distribuir por quem visita Vizela.


TRATADO 



- O Tratado de Tagilde foi um tratado firmado em 10 de Julho de 1372 em Tagilde, freguesia do concelho de Vizela. Foi um dos mais importantes acordos políticos de Portugal. O rei D.Fernando I de Portugal assinou com os delegados de João de Gante, duque de Lencastre, o chamado “pacto de Tagilde”. Esse acordo constituiu o primeiro fundamento jurídico do futuro tratado de aliança Luso-Britânica, que ainda hoje perdura. Naquele pacto, Portugal comprometia-se a ajudar João de Gante, Duque de Lencastre, por mar e por terra, contra Henrique II de Castela e/ou o Rei de Aragão. O rei português não poderia adquirir quaisquer terras nos senhorios de Castela. Já no reino de Aragão as terras seriam daquele, D. Fernando ou João de Gante, que primeiro as conquistasse. Junto à igreja matriz de Tagilde, encontra-se desde 1953 um elegante padrão em pedra que memoriza o acto entre os dois países.


FILIPE DE EDIMBURGO

- Filipe Mountbatten, Duque de Edimburgo GCTE • GColIH • GCA • GCC (em inglês: Philip Mountbatten; Corfu, 10 de junho de 1921), nascido Filipe da Grécia e Dinamarca, é o marido da rainha Isabel II e consorte real do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte e dos reinos da Comunidade das Nações desde 1952. É o consorte mais velho e de maior reinado na história da monarquia britânica, além de o homem mais velho da história da família real. 

Comércio de Guimarães, 16-6-1973

Partilhar